25 Fev. 1891 (29  Fev. 1888) - 26 Jun. 1982

'aqui mora o fado'

 

Que o fado pertence à história

Já não pode ser negado

E o 'Marceneiro' é a glória

Mais portuguesa do Fado

                        SILVA TAVARES

             (poeta e escritor 1893-1964)

Quando cantas, Marceneiro,
Com tua voz sem igual,
Vibra em ti a alma lusa,
Fala por ti, Portugal!...

         ALVARO DO AMARAL NETTO

        (escritor, poeta e Jornalista

                     1903-1971)

Alfredo Duarte (Marceneiro)

Não desvendo algum segredo,
Nem digo nada de novo:
Na garganta deste '
Alfredo'
Vibra a voz do nosso povo!

             ADOLFO SIMÕES MULLER

       (escritor e Jornalista 1909-1989)

Outubro 2001
Criação ©  Susana Duarte  (bisneta)

reestruturado para novo formato em Novembro de 2017

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon